Mendax, o ladrão de histórias

Esplêndido Mendax é um escritor best-seller, cujas histórias encantam os jovens. Já foi chamado de “Jorge Amado da Literatura Infantojuvenil” e de “JK Rowling da Bahia”. Mas quem é ele ninguém sabe exatamente. Pelo menos até Guto, Naia e Diacuí — três leitores de Mendax que se descobriram transformados em personagens do misterioso autor — juntarem forças para resolver o mistério de sua identidade.

R$39,00

Categoria:

Detalhes

Dimensões 13.6 × 21 cm
ISBN

978-85-94311-02-3

Nº de Páginas

128

Sobre o autor

Breno Fernandes

Breno Fernandes

Tenho 32 anos. Nasci e vivo em Salvador (BA). Mas, como passei a infância em Riacho de Santana, uma cidadezinha do interior da Bahia, me considero meio soteropolitano, meio riachense.

Sou formado em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia e hoje em dia faço uma segunda graduação na área de Letras. Além disso, pela mesma universidade, fiz mestrado em Relações Internacionais e agora estou no doutorado em Literatura & Cultura.

Fui colunista de literatura do Caderno Dez! do jornal A TARDE, entre 2007 e 2009, e repórter da editoria de cultura do mesmo jornal entre 2009 e 2010. Desde então, me tornei escritor freelancer. Entre os trabalhos que fiz estão alguns livros paradidáticos voltados para o Ensino Fundamental e Médio, publicados pelas editoras Corrupio e Aê.

Estreei na ficção infantojuvenil em 2002, aos 15 anos, quando o romance O mistério da casa da colina foi um dos escolhidos pela editora FTD para inaugurar a Coleção Jovens Escritores. Em 2006, publiquei Mil — a primeira missão pela mesma coleção. Juntos, os dois livros já venderam mais de 75 mil cópias e têm sido adotados como paradidáticos em diversos colégios do Brasil.

Em 2017, a convite da FB Publicações, selo infantojuvenil da editora Caramurê, publiquei o romance Mendax, o ladrão de histórias. No ano seguinte, esse livro conquistou o segundo lugar do Prêmio da Fundação Biblioteca Nacional, na categoria Literatura Juvenil.

Também em 2018, lancei Os fanzineiros (FTD), um romance juvenil cujo mote é a mistura explosiva de bullying e fake news.

Esplêndido Mendax é um escritor best-seller, cujas histórias encantam os jovens. Já foi chamado de “Jorge Amado da Literatura Infantojuvenil” e de “JK Rowling da Bahia”. Mas quem é ele ninguém sabe exatamente. Pelo menos até Guto, Naia e Diacuí — três leitores de Mendax que se descobriram transformados em personagens do misterioso autor — juntarem forças para resolver o mistério de sua identidade. E causar um alvoroço entre os escritores baianos, todos eles sob suspeita de serem donos do afamado pseudônimo. Nessa aventura de três personagens à procura de um autor, o romance encontra profícua oportunidade de apresentar aos leitores um pequeno panorama da atual produção literária da Bahia.

Esse trio de jovens congrega as práticas e temáticas que fazem parte da atual cultura jovem brasileira, o que se reflete em seus corpos, em seu linguajar e em seus gostos. Além disso, em sua busca por Esplêndido Mendax, terão oportunidade de discutir assuntos como autoria, literariedade e representação. Nesse contexto, Mendax, o ladrão de histórias tem caráter de um metarromance.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Mendax, o ladrão de histórias”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *